Turismo

O município de Belo Jardim tem um enorme potencial turístico mas que ainda é bem pouco explorado. Nesta postagem vocês poderão conferir alguns deste lugares onde se pode praticar várias atividades turísticas como, trilhas a pé, de moto ou de bicicleta, acampamento, rapel e é claro muitos lugares para banhos em águas refrescantes e isso é só uma pequena amostra. Tudo sob o olhar atento dos Amigos do Pedal. Texto: Geovane Bezerra

Lagoa do Inhumas

Este é o ponto turístico mais próximo da sede do município, esta lagoa fica localizada a apenas 03 km da zona urbana, aqui o visitante poderá tomar banho e também pescar sem pagar nada por isso (durante o período da piracema a pesca é proibida). Vale aqui deixar registrado que a água desta lagoa é salobra e como se diz no popular é uma água pesada, a Inhumas é uma lagoa em forma de bacia então é preciso se tomar cuidado ao tomar banho porque bastam alguns poucos metros para se sair do raso e entrar para a área funda, esta lagoa tem áreas com bastante profundidade. Apesar dos vários períodos de estiagem como o atual esta lagoa nunca secou, ela encontra-se hoje com aproximadamente a metade do seu volume total de água. A água daqui tem certo grau de poluição, mas ainda está boa para banho. Infelizmente aqui também não existem placas de identificação ou de orientação e também nenhum recipiente para descarte de lixo. Para quem pretende conhecer este lugar o ideal é levar a sua bebida e comida porque lá não existe nenhum bar e nem nas proximidades, mesmo assim vale a pena visitar esta lagoa.

Balneário do Bitury

  Bica do Bitury

Cachoeira do Bitury

Este é sem dúvida o ponto turístico mais conhecido de Belo Jardim, ele é composto pela Bica do Bitury e pela Cachoeira do Bitury. A bica na verdade é um poço onde no passado existia um cano que jorrava água que vinha lá da cachoeira e onde todos se refrescavam. Hoje no lugar do poço existe uma piscina artificial construída pelo Sr. Sebastião que é um morador local e que possui um bar localizado bem próximo da dita Bica do Bitury, existe ainda um chuveirão a disposição de todos. Para quem deseja um pouco mais de emoção basta caminhar mais alguns metros bica acima e vai encontrar aCachoeira do Bitury com sua linda queda d’água que mede aproximadamente seis metros de altura. As águas tanto da cachoeira como da bica são doce, limpas e geladinha de inverno a verão. Este balneário é uma ótima opção não só para banho num dia de lazer, mas também para se acampar ou fazer piquenique. Os pontos positivos deste local são: Sua localização, já que fica a apenas 13 km da sede do município e sempre tem veículos levando e trazendo pessoas todos os finais de semana a preços camaradas, saindo da Praça de São Pedro no bairro de mesmo nome. A paisagem em todo o entorno e o ar puro. Os pontos negativos são: Presença de lixo espalhado por várias áreas devido a não existir no local, placas educativas e informativas que orientem e eduquem os visitantes a não poluir o meio ambiente e também por não existir no local lixeiras para que possa ser dado destino ao lixo ali produzido de maneira adequada e um outro ponto negativo é em relação a infraestrutura já que existe apenas um sanitário que faz parte do bar e o mesmo não é lá essas coisas e em se tratando do bar o mesmo oferece poucas opções de bebidas e também de comida, sem falar que os preços praticados são um pouco salgados e a higiene deixa muito a desejar.

No passado havia no local uma placa colocada pela prefeitura onde se lia Balneário do Bitury e onde constava uma linda foto da cachoeira e da bica, mas esta placa foi destruída com o passar dos anos e hoje não existe mais nada que possa indicar que ali é um ponto turístico, seria bom se as autoridades municipais procurassem não só refazer esta placa mas ainda fazer a mesma realmente visando o turismo, sendo assim a nova placa deve ser escrita além do Português também em Inglês e Espanhol e também deveriam ser colocadas ao longo do caminho, já a partir de Taboquinha placas indicativas com o nome do balneário e a distância a ser percorrida para se chegar lá, também nas três línguas. Fica aqui a nossa dica. Nas proximidades do balneário, mas precisamente no Sítio Bitury formou-se um pequeno povoado onde os visitantes contam com  vários bares onde podem degustar a culinária local e em alguns casos tomar banho de chuveirão. Vindo a Belo Jardim não deixe de conhecer o Balneário do Bitury.

Cachoeira da Boa Sorte

Este é um ponto turístico ainda pouco conhecido até mesmo pelos belo-jardinenses, esta bela cachoeira está localizada a apenas 15 km da sede do município nas terras do Sítio Boa Sorte, mas precisamente na propriedade do Sr. Pedro. A Cachoeira da Boa Sorte é constituída por três quedas d’água, mas o banho só é permitido em penas duas delas. Para se chegar até a mesma é preciso andar por um caminho estreito e com muitas ladeiras, com algumas dificuldades mas ao se chegar lá toda a dificuldade da subida fica para trás porque a beleza deste lugar é algo fenomenal. Por estar localizada dentro de uma propriedade particular a visitação e o banho só é permitido aos sábados que é o dia em que normalmente o proprietário está por lá. Como este não é um ponto turístico reconhecido pela prefeitura não existe aqui nenhuma infraestrutura para receber os visitantes mas um pouco antes de se chegar a cachoeira existem dois bares simples mas com o mínimo de infraestrutura necessária para atender bem os visitantes, nos mesmos os visitantes podem desfrutar de pratos da culinária local e os preços praticados são bons. O que dificulta a visitação a esta linda cachoeira a estrada de acesso que quase sempre se encontra em péssimo estado de conservação e ainda tem uma ladeira longa e bem íngreme a ser vencida, normalmente só se é possível chegar de carro se este veículo for um Toyota bandeirante ou algum outro carro potente porque em carro simples ou comum não se consegue subir esta ladeira, para quem vai de moto ou de bicicleta ai sim chega-se numa boa, outra opção é seguir a pé. Aqui também a exemplo do Balneário do Bitury não existe nenhum depósito para se colocar lixo, não existe nenhuma placa de indicação ou de orientação as águas também são limpas e geladinhas. Vindo a Belo Jardim e querendo conhecer esta cachoeira você deve primeiro entrar em contato com o Josinaldo o popular Gugu, ele é agente de endemias e é filho do Sr. Pedro. O Gugu está todas as manhãs de segunda a sexta no Departamento de Vigilância em Saúde sediado a Av. Cel. Geminiano Maciel no bairro da Boa Vista.

Cachoeira da Moura

Esta é a maior e mais alta das cachoeiras de Belo Jardim, mas apesar de ser um ponto turístico local a visitação e o banho não é permitido, isso se dá devido ao fato da mesma se encontrar encravada em terras pertencentes ao Grupo Moura e os proprietários por motivos ainda não bem esclarecidos não permitem a visitação, salvo com a sua devida autorização, algo que é quase impossível de se conseguir. Esta cachoeira é composta por três quedas d’água e uma piscina natural que foi projetada pelo Dr. Edson Mororó Moura proprietário da propriedade, hoje o mesmo é falecido, mas os seus filhos administram a propriedade e a Fábrica de Baterias Moura. Não sei se existe alguma infraestrutura no local para receber algum visitante, mas gostaria que algum dia os proprietários revissem o seu ponto de vista e permitissem a visitação pública porque mesmo de vista de longe esta cachoeira é muito linda, a mesma fica a apenas 12 k  da sede do município e chega-se lá em qualquer veículo, de moto, de bicicleta e até a pé.

Cachoeira da Palmeira

Este é um ponto turístico ainda pouco explorado e ainda desconhecido por parte da nossa população, esta cachoeira está localizada no sítio do mesmo nome mas para se chegar até ela só de carro potente como o Toyota Bandeirante pois no caminho até lá é necessário subir a Serra da Jurema a serra de Serrinha e a Serra da Palmeira, todas longas e íngremes. Quem desejar pode ir até lá de moto ou de bicicleta, mas para aquelas pessoas mais dispostas as trilhas a pé é uma ótima opção. A cachoeira da Palmeira está localizada a aproximadamente 25 km da sede do município. Durante um bom tempo a visitação e o banho foram proibidos devido a falta de  respeito por parte de algumas pessoas que estavam promovendo algazarra e destruindo parte da vegetação nas proximidades, hoje o banho e a visitação estão liberados mas é necessário seguir as orientações do Sr. Marcos que é o proprietário da propriedade onde esta cachoeira está localizada. Quem for visitar esta cachoeira vai encontrar a alguns metros antes da mesma uma tradicional bodega onde podem comprar lanches e beber alguma coisa, já lá na cachoeira existe o Bar do Marcos onde é oferecida uma boa variedade de bebidas quentes e geladas e uma boa variedade de pratos e petiscos apreços camaradas, a higiene é boa e existem sanitários. Quando o volume de água está normal esta cachoeira é algo pra lá de bonito de se ver, mesmo agora com o baixo volume de água a, esta ainda detém uma beleza natural que enche os olhos. Aqui a exemplo dos demais pontos turísticos de belo jardim não existem placas de indicação ou de orientação e também não existem recipientes para se descartar o lixo, por isso quem visitar este local deve trazer de volta o seu lixo ou se for o caso o entregar ao Sr. Marcos no bar para que o mesmo de um destino adequado a este lixo. Apesar destes pontos digamos negativos vale muito a pena visitar esta cachoeira porque já quando se inicia a subida da Serrinha se tem uma vista panorâmica da cidade que é tudo de bom e quando se está subindo a Serra da palmeira a paisagem ao redor é algo incrível, existe nesta área uma boa parte de mata ainda conservada e o ar por aqui é puro. Chega-se a esta cachoeira tanto por Serrinha como pelo Sítio Boa Sorte.

Bica e espalhadeira

Este é um ponto turístico bastante conhecido e visitando por pessoas de toda a região, na Bica Espalhadeira o turista ou visitante pode desfrutar de um escorrego natural e de um pequeno poço onde as águas geladas do Riacho Tabocas correm a vontade, a água é de boa qualidade e doce, no local onde está localizada a Bica Espalhadeira existe um bar que também funciona como restaurante que é o Bar do Irineu, este estabelecimento oferece uma boa variedade de comidas e petiscos, tem uma boa higiene, tem um ambiente bem acolhedor e o proprietário é uma ótima pessoa o ponto negativo fica por conta dos preços praticados que são exorbitantes. Assim como em todos os demais pontos turísticos o que falta aqui é recipientes para a colocação do lixo e placas indicativas e de orientação. A poucos metros do bar do Irineu está sendo construído um novo estabelecimento que também irá atender aos visitantes e turistas, o que pode ser bom para todos já que com concorrência direta os preços praticados pelo Sr. Irineu deverão cair.  Antes de se chegar a Bica Espalhadeira os visitantes podem desfrutar de um banho bem gostoso nos canos da Adutora de Tabocas e para beber ou comer alguma coisa existe nas proximidades o Bar do Pina, simples mas acolhedor e com bom preços mas peca um pouco na higiene. Vindo a Belo Jardim não deixe de conhecer a Bica Espalhadeira.

Engenho e Piaca

Este é um ponto turístico bem popular, o nome deste lugar se deu devido ao fato de no passado ali existir um grande engenho de cana de açúcar com este nome, até pouco tempo outros dois engenhos ainda funcionavam no local oferecendo aos visitantes, caldo de cana, mel de engenho e rapadura, hoje apenas um pequeno engenho está em funcionamento, aqui existem vários bares e os visitantes podem desfrutar de um gostoso banho, seja no chuveirão do Bar do Pina, num poço ali próximo ou nos canos da Adutora de Tabocas. É um lugar muito bonito que vale a pena ser visitado.

Engenho Cantinho do Céu

Este é um ponto turístico pouco conhecido da nossa cidade e a sua visitação só é possível com autorização do proprietário da propriedade onde esta chácara está localizada. Apesar de estar numa propriedade privada não é difícil conseguir a autorização para se visitar este lindo lugar e desfrutar de um banho muito gostoso em águas quase mineral. O Engenho Cantinho do Céu fica a 700 metros de distância da Bica Espalhadeira, aqui tem uma boa estrutura montada para receber os visitantes já que se trata de uma propriedade privada pertencente a um empresário local. Quem for visitar este local deve levar sua comida ou bebida, mas se não for muito exigente existe em frente ao portão de acesso a propriedade uma pequena bodega denominada de Bar do Tota onde se pode desfrutar de comida caseira e de bebidas geladas a bom preço e com higiene.

POÇO DO REBOLO

Este é um ponto turístico pouco conhecido e explorado do nosso município mas que oferece aos visitantes ar puro, belas paisagens e um banho de primeira qualidade, mas para se chegar até o mesmo não é fácil porque as estradas normalmente estão em condições precárias e ainda existem duas ladeiras longas e íngremes que só os carros potentes conseguem vencer ou então as motos, mas é possível se chegar lá também de bike basta ter um bom preparo físico. O Poço do Rebolo fica a 25 km de distância da sede do município e está localizado no Sítio Grutas, quem for visitar este lugar conta com o apoio de três bares situados nos arredores. Assim como nos demais pontos turísticos o que falta aqui é placas de informação e orientação e depósito para a colocação de lixo. Chega-se ao Poço do Rebolo indo pelo Araçá, por Taboquinha ou pela Serra do Caboclo.  Vale a pena conhecer este lugar que tem uma beleza diferenciada.

SÍTIO LAGOA DO MONTE

Este belo lugar é ótimo para p turismo apreciativo, chega-se ao mesmo indo pelo Sítio Monte ou pela Bica Espalhadeira, só lembrando que não existem pontos de apoio portanto quem for conhecer este belo lugar deve ir prevenido. O clima lá é sempre agradável e o ar bastante puro, sem contar a vista que é algo espetacular, hoje devido a forte estiagem a lagoa encontra-se seca mas mesmo assim o verde predomina, para se chegar até o Poço do Rebolo este é um caminho obrigatório.

SÍTIO BATATA DO MONTE

Este é outro lugar de uma beleza ímpar ideal para o turismo apreciativo, quem desejar pode fazer trilhas a pé, de moto ou de Jeep. O ponto de apoio é o Bar do Irineu lá na Bica Espalhadeira, mas os visitantes devem ficar atentos porque os preços praticados lá são exorbitantes.

SÍTIO CABORJE

Este sítio fica nas proximidades do Sítio Bitury onde está localizado o Balneário do Bitury e tem uma vegetação muito densa e variada, é um excelente lugar para o turismo apreciativo e também para a prática de trilhas de Mountain Bike, de Moto Cross e passeios ou trilhas a pé. Este é um ponto turístico ainda pouco explorado do nosso município.

 MATA DO RAPOSO

Este é mais um ponto turístico ideal para o turismo contemplativo porque a natureza se mostra em toda sua beleza neste local, ar puro e várias opções de veredas para a realização de trilhas a pé ou de bicicleta é o que os turistas podem encontrar nesta mata. Infelizmente um morador que é esposo de uma autoridade do Poder Judiciário de uma cidade aqui vizinha após chegar nestas terras proibiu a passagem de qualquer pessoa nos arredores de sua propriedade expulsando a tiros quem ao menos se aproximar. Vale aqui deixar registrado que o principal caminho para a realização das trilhas não atravessa ou adentra as suas terras e por isso os demais moradores do lugar estão procuram o ajuda jurídica para acabar com este impasse, por enquanto não está sendo possível mais fazer visitas e muito menos trilhas por esta belíssima mata. Fica aqui a dica para quem um dia resolver conhecer este ponto turístico, levem equipamentos e também água e comida porque não existem pontos de apoio nos arredores.

MATA DA ONÇA

 Este é um ponto turístico ideal para quem gosta de fazer trilhas e passeios a pé ou de bicicleta, esta mata é bastante densa e fica bem próximo da sede do município, mas quem resolver conhecer este belo lugar deve ir preparado porque não existe nenhum ponto de apoio aos visitantes no mesmo. Apesar de toda a beleza do lugar o fato triste é que é uma mata silenciosa  porque a fauna foi quase toda abatida mas mesmo assim é um lugar que detém uma beleza que vale a pena ser apreciada.

MATA DA RITA

Este é sem sombra de dúvidas o ponto turístico mais bonito de Belo Jardim, ideal para trilhas a pé, trilhas de moto ou de bicicleta, a Mata da Rita tem uma vegetação densa e bastante peculiar é um excelente local para a pratica do turismo apreciativo, esta mata que está muito bem preservada em quase toda a sua extensão é um patrimônio do nosso município que aos nossos olhos já deveria ter sido transformada em reserva ambiental porque ainda conserva um bom número de plantas e aves nativas da região além de várias nascentes de água. Chegar até lá não é uma missão fácil porque esta mata fica bem longe da sede do município e as estradas de acesso até lá quase sempre estão em péssimo estado de conservação. Neste ponto turístico mais do que em qualquer outro deveria haver placa de identificação falando sobre a mata, placas de orientação mostrando aos visitantes e turistas os que eles podem ou não fazer naquele local, placas educativas como as do tipo proibido jogar lixo na mata ou proibido colher mudas de plantas ou capturar animais e dai por diante e também é claro depósitos de lixo espalhados ao longo das várias veredas por onde se fazem as trilhas e por último placas indicativas espalhadas ao longo do caminho apontando a direção e a distância para se chegar nesta belíssima mata, mas infelizmente nada disso tem por lá e também não existe nenhum ponto de apoio aos visitantes e turistas para ajuda num caso de emergência portanto, quem desejar conhecer este lugar vá devidamente equipado e acompanhado de pessoas experientes. O que posso dizer de concreto é que apesar de todos os riscos vale muito a pena conhecer e ter um contato direto com a natureza deste lugar.

MIRANTE DA CHÁCARA PÉ DE SERRA

Este ponto turístico está localizado a aproximadamente 35 km da sede do município e não conta com nenhuma infraestrutura para receber os visitantes ou turistas, mas a vista que se tem lá do alto é algo inesquecível, para se ter uma ideia quem por ventura acampar lá em cima poderá contemplar as luzes que iluminam o Morro do Bom Jesus que fica na cidade de Caruaru além disso mesmo durante o dia dar para se ter uma vista panorâmica da Barragem de tabocas, da Vila do Socorro, do Distrito de Serra dos Ventos e também da sede do município, o vento é constante e a temperatura agradável mesmo nos dias mais quentes. Mas chegar até este belíssimo lugar não é fácil, ou se vai de carro potente como, por exemplo, um Toyota Bandeirante ou de Moto de Trilha ou de Bicicleta de Mountain Bike, mas pode-se ir participando de uma trilha a pé, neste mirante além de contemplar a natureza em toda a sua exuberância também pode-se acampar ou praticar rapel ou alpinismo, mas vale lembrar que quem for visitar este lugar deve levar de tudo, desde água até comida e remédios porque não existe nenhum ponto de apoio por perto, também não existe no caminho nenhuma placa indicativa de direção e ao se chegar lá a única placa existente é uma pequena placa feita por um morador onde consta o nome do lugar. Olha se houver um pouco mais de atenção por parte de quem detém o poder este ponto turístico pode vir a ser bem melhor explorado. Para finalizar vale lembrar que não existe nenhum córrego, poço, lago ou lagoa por perto para se refrescar, este local é ideal para se fazer o turismo contemplativo, mas vale muito a pena conhecer.

SERRA DO MOCÓ

Este lindo lugar também é um dos pontos turísticos do nosso município, mas que poucos conhecem, fica próximo da zona urbana e é ideal para trilhas a pé ou de bicicleta, não é possível se chegar até lá de carro ou moto pelo caminho tradicional, para isso é necessário ir pela Serra da Balança. Assim como vários outros lugares este é ideal para o turismo de apreciação, mas é possível também praticar o rapel e também acampar. Aqui não existe nenhum ponto de apoio aos visitantes, portanto ao irem conhecer este local vão prevenidos e equipados.

PEDRA DO CABOCLO

Este sim é um ponto turístico bastante conhecido e visitado de Belo jardim, na Pedra do Caboclo você pode praticar esportes radicais como Voo de Asa Delta, Rapel e Mountain Bicicleta, mas também é possível acampar no topo da mesma de onde se tem uma visão privilegiada. Infelizmente não existe nenhuma placa indicativa nos vários caminhos que levam até o pé da pedra para orientar os visitantes e também nenhuma placa educativa no local e muito menos recipientes para a coleta de lixo por isso em visitando este ligar, por favor, leve o seu lixo de volta com você porque já bastam os vândalos que insistem em fazer pichações em várias partes da pedra o que uma vergonha, mas como não tem ninguém que tome conta do local isto ocorre com frequência. Infelizmente não existe nenhum ponto de apoio aos visitantes, nem bares e nem nenhum outro tipo de estabelecimento nos arredores por isso leve comida e água porque se acabar não se tem onde comprar. Apesar dos pontos negativos vale muito a pena escalar esta pedra que é um dos pontos mais altos do agreste e fica a pouco mais de 20 km da sede do município, mas atenção de carro só se chega até certo ponto depois ou segue-se a pé ou de bicicleta ou moto.

  PEDRA DA BOA VISTA

Esta belíssima pedra fica bem próximo do Distrito de Serra dos Ventos as margens da rodovia PE 166 e é um dos pontos turísticos do nosso município. A vista lá de cima é muito boa e de lá pode-se avistar tanto a Pedra do Caboclo como também a Pedra do Cachorro localizada no município de São Caetano. Escalar esta pedra é bem fácil e para se chegar até a mesma é bem fácil, chega-se de carro, de moto, de bicicleta e até a pé se for o caso. este é um ponto turístico pouco explorado e ainda desconhecido de muitos apesar de ficar a apenas alguns quilômetros da sede do município.

PEDREIRA DO IPOJUCA

Na verdade este lugar foi utilizado por uma pedreira para a retirada de pedras há muitos anos atrás, bem antes da construção da Barragem Pedro Moura ou Barragem do Ipojuca como todos conhecem. Este é um ponto turístico voltado ao turismo apreciativo, mas este lugar oferece também as opções de trilhas a pé, de moto ou de bicicleta, é possível se chegar até lá de carro sem nenhuma grande dificuldade. Esta dita pedreira fica localizada aos pés da Serra de Itacaeté. Para as pessoas mais determinadas é possível também conhecer a Loca dos Ossos que está encruada nesta serra e onde são encontrados vários ossos que pertenceram aos antigos escravos que morriam na Fazenda Itacaeté e também na Fazenda do Ouro, mas para se chegar até a Loca dos Ossos só a pé e por uma vereda bem difícil de caminhar. A paisagem lá de cima da pedreira é muito bonita, vale realmente a pena visitar este lugar. Só lembrando que aqui também não existe nenhum ponto de apoio para os turistas.

FAZENDA DO OURO

Esta fazenda é datada da época da escravidão e pertenceu a uma família bastante influente daqui do nosso município, a mesma foi durante muitos anos um ótimo ponto turístico onde os visitantes podiam contemplar toda a magnitude do enorme casarão que mesmo abandonado ao longo dos anos ainda preserva todos os traços originais, mas hoje as terras onde a Fazenda do Ouro está localizada se transformou em um assentamento do Movimento dos Trabalhadores Sem terra e os mesmos não lá muito amigáveis, tanto que os  mesmos destruíram completamente uma estrada que passava pela frente da fazenda e saia ao lado da ponte que divide os municípios de Belo jardim e São Bento do Una. Se algum dia as autoridades municipais conseguirem chegar a um acordo com os Sem Terra quem sabe esta fazenda possa se tornar um ponto turístico de verdade com toda infraestrutura, com a vantagem que fica bem próximo da sede do município.

  MEMORIAL DE FREI DAMIÃO

Este é um ponto turístico que foi construído há pouco tempo, tendo sido inaugurado oficialmente no ano de 2014, o mesmo foi fruto de uma promessa feita por um empresário local chamado de Jeová. Este memorial tem como homenageado, Frei Damião de Bozano. Os turistas e visitantes contam aqui com toda uma infraestrutura montada para receber a todos da melhor maneira possível, o local conta com sanitários masculino e feminino, uma grande capela, refeitórios e área para pernoite, a vista lá do alto é muito bonita e a população local recebem a todos com muito carinho. Quem for visitar este memorial deve também dar uma esticada e conhecer a pequena Capela de Santa Luzia que é a padroeira daquela localidade e que deu nome a mesma, ela fica a poucos metros do memorial. Nas proximidades do memorial existem alguns bares e quiosques para atender os visitantes, quem desejar algo um pouco mais aconchegante pode contar com o apoio do Bar e Restaurante da Lúcia que fica localizado bem em frente do Clube de Piscina e que tem uma boa variedade de comidas e bebidas a preços camaradas e com higiene e bom atendimento.

SANTUÁRIO DE NOSSA SENHORA DAS CABEÇAS

Este pequeno santuário é um ponto turístico típico do chamado Turismo Religioso, ele fica localizado as margens do Rio Ipojuca e está encravado entre o Sítio Batinga e o Sítio Rodrigues nas proximidades do Distrito de Água Fria e do Povoado de Santa Luzia. É um lugar simples onde todos podem exercitar a sua fé numa pequena capela erguida em homenagem a Nossa Senhora das Cabeças, apesar de bem pequeno existem no local, sanitários e também recipientes para o descarte de lixo, é um lugar bonito que vale muito a pena ser visitado. Este santuário existe já há um bom tempo, mas poucas pessoas conhecem o mesmo, graças a divulgação que fazemos das nossas aventuras nas redes sociais isso está mudando.

 CRUZEIRO DE ÁGUA FRIA

Este é um ponto turístico bem simples mas que vale a pena conhecer, a visão lá de cima é algo incrível mas para se chegar até lá dá trabalho, para começo de conversa só chega lá a pé, de bicicleta ou de moto de trilha. O ponto de apoio para quem pretende conhecer este lugar são os bares de Água Fria, recomendamos o Bar do Geovane. A vista panorâmica lá de cima é tudo de bom, ideal o turismo ecológico ou contemplativo mas também para o turismo religioso.

BARRAGEM DE ÁGUA FRIA  

Este é um ponto turístico fica localizado a apenas 09 km da sede do município, mas precisamente no distrito de Água Fria, as águas desta barragem são oriundas das chuvas e do rio Ipojuca, o nível de poluição destas águas é relativamente alto, mas muitas pessoas se arriscam a tomar banho nela, também é possível pescar e não se paga por isso. Se você não quiser tomar banho vale a pena só curtir  paisagem que é muito bonita e o distrito de Água Fria oferece ainda aos visitantes uma boa opção de bares e ainda outras atrações turísticas que serão expostas mais adiante nesta postagem.

BARRAGEM DO BITURY

A Barragem do Bitury é o principal manancial que abastece o município de Belo jardim e outras sete cidades, mas também é um dos pontos turístico mais visitado da região localizado a apenas alguns quilômetros da sede do município o que faz desta barragem um ponto de visitação constante é o seu grande volume de água e a famosa Ilha da Banana que fica localizada bem no centro da mesma e pode ser visitada de canoa. Quando a mesma está com o seu volume máximo de água o banho é permitido no sangradouro ou vertedouro da mesma, mas com o atual nível de água o banho foi proibido pelo Ministério Público e quem insistir em tomar banho pode ser preso e pagar multa. A Barragem do Bitury foi construída na década de 70 pelo DENOCS. Mesmo com o baixo volume de água que a mesma se encontra ainda tem uma beleza muito grande para ser admirada. Nas proximidades desta barragem existe uma pequena vila onde os visitantes contam com uma infraestrutura mínima, mas que atende a contento as suas necessidades.

BARRAGEM DO IPOJUCA

Esta é a maior barragem em volume de água e extensão do nosso município e também é um ponto turístico pois é grande o número de pessoas vindas de todas as partes para apreciar as suas águas, principalmente quando a mesma está com o volume máximo da sua capacidade onde os visitantes podem apreciar do paredão as águas escoando pelo sangradouro ou vertedouro formando um lindo véu. Na altura da Vila Planalto existe um acesso que leva até a chamada Prainha do Ipojuca onde os visitantes podem tomar banho e desfrutar da comida caseira regional além de peixe frito e bebidas variadas nos vários bares ali existentes, a pesca também é liberada e não se paga para pescar. Para os mais exigentes as margens da rodovia BR 232 existem várias churrascarias que oferecem uma boa variedade de carnes. O ponto negativo deste ponto turístico é a falta de depósito para a colocação de lixo, a ausência de placas indicativas e de orientação e a depender do período a falta de segurança, a higiene dos estabelecimentos também deixa muito a desejar e o preço praticado é salgado assim como a água, que por sua vez é poluída, mas que dá para tomar banho assim mesmo. Esta barragem fica a pouco mais de 05 km da sede do município. Hoje devido ao período prolongado de seca a mesma encontra-se com o menor volume de água desde que foi construída.

Fonte: http://cdcamigosdopedal.blogspot.com.br